Tabela de Diluição de Óleos Essenciais
/
/
Tabela de Diluição de Óleos Essenciais
Guia De Diluição De Óleos Essenciais - Trópica Botânica

Usar uma tabela de diluição de óleos essenciais é uma ótima forma de dosar corretamente o uso, garantindo eficácia e segurança. Óleos essenciais são substâncias com propriedades aromáticas concentradas produzidas pelas plantas para diversos fins, e é isso que lhes confere uma enorme capacidade terapêutica. No entanto, sua origem natural não significa que não possam causar danos. A melhor forma de aproveitar seus benefícios é com um uso responsável, seguro e consciente através da correta diluição de óleos essenciais. É por isso que fizemos essa tabela!

ATENÇÃO:
A Tabela de Diluição de Óleos Essenciais não deve ser aplicada em casos de tratamento ou prevenção à COVID.

Nós NÃO recomendamos a substituição do protocolo de cuidados recomendado pela OMS pelo uso de óleos essenciais em receitas caseiras para prevenção ou tratamento contra a COVID. Até o momento não há absolutamente nenhuma evidência científica que embase a recomendação da utilização de óleos essenciais para combate a esta cepa de vírus. É importantíssimo seguir o uso de máscaras e o distanciamento social adequado para segurança de você e de todos.
Contamos com sua colaboração: vamos juntos achatar a curva de contágio e salvar vidas
.

Não aplique óleos essenciais puros.
Sempre faça a diluição em um óleo vegetal carreador

Óleos essenciais são muito concentrados em suas propriedades e portanto a utilização pura na pele pode aumentar o risco de causar reações de irritação, sensibilidade, alergia ou dermatite. Alguns óleos apresentam risco significativamente maior de reações cutâneas, como a canela, o cravo, o tomilho e o orégano.

No entanto, mesmo óleos largamente dados como seguros para aplicação pura, como lavanda ou melaleuca (tea tree), podem causar problemas. Além disso ainda é muito importante estudar os óleos essenciais e suas indicações para cada caso. Nesse post organizamos uma tabela bem simples pra você fazer a diluição de óleos essenciais de maneira segura.

É de essencial importância ter em mente também a finalidade do uso dos óleos essenciais, a região onde será aplicada e a reincidência de aplicações. Aplicações por longos períodos de tempo, em grandes áreas do corpo ou em locais sensíveis, como a pele do rosto, devem ser sempre muito cautelosas. Estudos diversos indicam que em muitos casos concentrações menores de óleos essenciais são mais eficazes, além da diminuição significativa do risco de reações adversas.

Você pode criar sinergias de óleos essenciais respeitando a Tabela de Diluição de Óleos Essenciais e blends de óleos vegetais, pensando em incorporar suas características de cuidado para a pele. Óleos vegetais nativos apresentam uma grande variedade de propriedades, cores e aromas e são ótimos óleos carreadores, adicionando ainda mais bioativos à sua formulação de forma segura!

Medir por gotas ou peso?

A melhor forma de fazer a diluição de óleos essenciais é utilizar o peso, e não gotas ou volume. Especialmente na produção comercial em maior escala. Para isto é necessária uma balança de precisão com uma ou duas casas decimais. Isto porque o volume de cada gota vai depender da densidade do óleo e do gotejador utilizado, então pode haver grandes variações entre quantas gotas vão representar 1 mL para cada óleo, geralmente de 20 a 40.

Essas são balanças facilmente encontradas hoje em dia a preços acessíveis – no entanto, em preparações aromaterapêuticas únicas, podemos com cautela fazer uma avaliação aproximada de volume e diluir de maneira segura. 

A unidade básica de diluição é a porcentagem:
% = (volume do OE/volume do OV) x 100
OE = óleo essencial; OV = óleo vegetal

Dessa forma, se considerarmos uma média segura de 1mL = 25 gotas de OE, teremos que:
volume do OE (mL) = número de gotas / 25

Então, para sabermos quantas gotas adicionar em um determinado volume de base, podemos calcular da seguinte forma:
N de gotas = (% desejada) x (volume de OV ou base) x 0,25

Se queremos uma diluição de 1% em 200mL de óleo carreador, a conta fica:

N gotas = 1 x 200 x 0,25 = 50 gotas

Para facilitar os cálculos, fizemos uma tabela de diluição de óleos essenciais simples considerando a base de 30 mL de óleo vegetal. Você pode aferir o volume com instrumentos medidores de cozinha ou, ainda melhor, provetas encontradas em casas de essências e artigos para laboratório.

Tabela de diluição de óleos essenciais:

Tabela De Diluição De Óleos Essenciais

Segurança e responsabilidade são os primeiros passos para usufruir de todos os benefícios que os óleos essenciais oferecem, então sempre use a Tabela de Diluição de Óleos Essenciais! 🙂 Em caso de tratamento específico, busque um(a) profissional com capacitação adequada em aromaterapia e auxílio médico se for o caso!

E caso você queira adicionar aromaterapia em outros momentos da sua rotina de cuidados com a pele e com seus fios, conheça nossa linha completa em nossa loja virtual: www.tropicabotanica.com.br


Imagens: Acervo Trópica Botânica; Kelly Sikkema (capa)

Comentários (120)

  • Vocês são maravilhosos. Obrigada por compartilharem tanto conhecimento com a gente. Sou fã assumida!

    • Eu é que agradeço seu carinho e confiança em nosso trabalho durante todo esse tempo, Marina <3

      Trópica Botânica
      Responder
      • Olá! excelente matéria.??? Como se faz conversão de medidas de essência para óleo essencial? Preciso mto e urgente dessa resposta. Agradeço antecipadamente e imensamente!

        Iramy
        Responder
        • Oi, Iramy!
          Que bom que você gostou 🙂
          Não existe uma conversão específica de essência para óleo essencial. A porcentagem usada de essência ou óleo essencial dependerá da fórmula, da aplicação e da finalidade desejada em determinado produto ou manipulação aromaterapêutica. De qualquer forma, recomendamos conhecimento sobre segurança de óleos essenciais e muita precaução quanto aos sensibilizantes, principalmente em fórmulas que vão permanecer na pele sem enxague. Nem sempre mais óleo essencial é melhor, e alguns óleos essenciais podem ter efeitos colaterais bem sérios para a pele quando mal empregados. Nesse quesito, um ótimo material é o Essential Oil Safety, de Tisserand e Young, e as diretrizes de aplicação da IFRA (International Frangrance Association).
          Um abraço,
          Equipe Trópica

          Equipe Trópica
          Responder
  • Como saber porcentagem indicada? Ou qual porcentagem usar, para cada caso?

    Keila Silva
    Responder
    • Olá, Keila! Muito obrigada pelo comentário, vamos atualizar em breve o post com essas informações sobre os óleos mais utilizados no dia-a-dia.

      Trópica Botânica
      Responder
    • Exeletes informaços

      Gratidão

      Luci

  • Quanto tempo dura estas preparações?

    viviane naves schmidt
    Responder
    • Oi, Viviane! Em caso de preparações somente a base de óleos e manteigas, sem adição de água, a validade será a mesma dos óleos vegetais e essenciais utilizados, que gira em torno de 1 a 2 anos. É só verificar a informação fornecida pela empresa que envasou esses óleos 🙂

      Trópica Botânica
      Responder
    • Obrigada. Elucidativo

      Maria Manuela Domingos
      Responder
      • Olá, Maria!
        Ficamos felizes que tenha sido útil para você 🙂

        Um abraço,
        Equipe Trópica

        Trópica Botânica
        Responder
    • O óleo essebcial, pode ser diluido com óleos minerais?

      Ana Teixeira
      Responder
      • Oi, Ana!
        Nós não recomendamos a diluição em óleo mineral, principalmente se o uso for tópico 🙂

        Um abraço,
        Equipe Trópica

        Equipe Trópica
        Responder
  • Vocês estão de parabéns , as explicações e dicas são os excelentes! Qual seria a quantidade dos OS cravo, eucalipto e copaíba para fazer um perfume com 30ml de álcool de cereal e 100 ml de água?
    Obrigada!

    Alécia
    Responder
    • Oi, Alécia!
      Que bom que gostou do conteúdo, isto nos deixa muito contentes!
      Você pode usar a equação dada no post para diluir os óleos essenciais na concentração desejada, porém precisa conhecer quais são as concentrações e bases aplicadas em perfumes, bem como tomar muito cuidado com a concentração do OE de cravo, por ser extremamente forte para a pele. Nós não fornecemos indicações de fórmulas ou receitas prontas para o desenvolvimento de produtos, porém tenho certeza que você pode encontrar cursos que te capacitam para isto 🙂

      Trópica Botânica
      Responder
  • Agradeço muitíssimo essa matéria! Comecei recentemente a fazer uso dos OE em minha vida e tem sido maravilhoso o beneficio.

    Ana Luisa
    Responder
    • Oi, Ana Luisa!
      FIcamos muito contentes que tenha gostado do conteúdo! Óleos essenciais são realmente fenomenais, mas é necessário termos conhecimento e consciência para usá-los da melhor forma possível.

      Trópica Botânica
      Responder
  • Conheci hoje 06.ago.19 este site. Em qual óleo vegetal é diluído o óleo essencial? Amêndoas? Girassol?. Agradeço a atenção

    Maria Amalia
    Responder
    • Olá, Maria Amália!
      Você pode diluir os óleos essenciais no óleo vegetal de sua preferência, desde os mais emolientes (amêndoas, oliva, girassol, gergelim) até os mais leves (semente de uva, linhaça, chia, rosa mosqueta). Temos aqui no blog um texto sobre óleos vegetais que também pode te ajudar, é só acessar: https://tropicabotanica.com.br/o-que-sao-oleos-vegetais/

      Trópica Botânica
      Responder
  • Adorei a matéria! Qual o oleo vegetal mais fino que vcs indicam como carregador?? Estou fazendo testes para preparação de perfume para pet mas não queria que ficasse pesado no pelo. Fiz com água desmineralizada mas o cheiro fica bem fraquinho. E não quero usar o alcool de cereais pois pode causar alergia neles.

    Kassia
    Responder
    • Olá, Kassia!
      Óleos essenciais não são solúveis em água, por isso não recomendamos este carreador. No geral, também não recomendamos a utilização de óleos essenciais sobre a pele de animais domésticos sem conhecimento adequado sobre sua atuação e sem fins verdadeiramente terapêuticos. Cães e principalmente gatos são muito mais sensíveis aos óleos essenciais do que nós, e o uso sem conhecimento pode trazer consequências e prejuízos de pele e sistêmicos.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Que aprendizado maravilhoso, muito obrigado por partilhar tanto conhecimento. Linguagem extremamente simples e compreensivel. Parabéns!!!!

    Brenda Santos
    Responder
    • Muito obrigada, Brenda! 🙂

      Trópica Botânica
      Responder
  • Por gentileza, qual a proporção de diluição posso usar de óleo de melaleuca em óleo de amêndoas para aplicar na pele do meu filho de 2 anos e 6 meses, que está com escabiose?

    Cristiano Tadeu Oliveira Salgado
    Responder
    • Olá, Cristiano!
      Recomendamos que você procure um médico qualificado em aromaterapia, ou aromaterapeuta clínico, para realizar este tratamento. A pele de crianças é muito mais sensível e requer cuidado redobrado na aplicação de óleos essenciais, principalmente quando falamos em tratar condições patogênicas, por isso a sugestão é que o tratamento seja feito por um profissional qualificado.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Não entendi o infográfico,todas as porcentagens constam que foram pra 30ml…Qual deve-se usae?

    Driele De Souza Trindade
    Responder
    • Olá, Driele, tudo bem? Não entendi bem sua dúvida, você quer saber qual óleo usar ou informações sobre diluições em outras quantidades? 🙂

      Trópica Botânica
      Responder
  • Gostaria de saber qual a quantidade real por gotas em 1ml, cada artigo que leio diz uma quantidade diferente. Achei 28 artigos que falam que 1ml contem 20 gotas, mas vcs dizem que tem 25gotas em 1ml????? Não estou entendendo mais nada.

    Tania
    Responder
    • Olá, Tania!
      Estudos experimentais encontraram quantidades de gotas que variam de 20 a 40 para 1 mL de óleo essencial. Esta quantidade dependerá do gotejador utilizado e do óleo essencial, já que possuem densidades e viscosidades diferentes. Por exemplo, 20 gotas de óleo de vetiver não terão o mesmo volume que 20 gotas de óleo de gerânio.
      Portanto, 25 gotas por mL é uma média segura que indicamos com base nas variações observadas experimentalmente.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • como diluir na água?

    obrigado

    Responder
    • Olá, Geruzo! 🙂
      Óleos essenciais não são solúveis em água, por conta da natureza de suas moléculas. Por isto não recomendamos diluições feitas somente com água e óleos essenciais, porque eles não estarão uniformemente dispersos. Para solubilizar água em óleos essenciais, é necessário usar uma substância solubilizante. A melhor alternativa realmente são os óleos vegetais.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Muito obrigado! Ótimo artigo. Gostaria de saber sobre substancia solubilizante, por isso acessei o blog. Tenho interesse em dilução dos óleos essenciais em água. Abraços, sucesso, Deus abençoe. Osmar Marinho

    Responder
  • Que maravilha de blog!!!

    Caras, e como diluir mais de um oleo? como saber a proporção a usar de cada, por exemplo, se for usar 3 oleos para uma sinergia x?

    Muito obrigada!

    Abçs,

    Alessandra

    Alessandra Madeo
    Responder
    • Olá, Alessandra!
      Neste caso é só você fazer a quantidade individual de cada óleo separadamente. Por exemplo, quer uma sinergia para massagem a 3% de óleos essenciais contendo 0,5% do óleo 1, 1% do óleo 2 e 1,5% do óleo 3. É só calcular separadamente cada uma dessas concentrações para o volume total de base que você for utilizar 🙂
      Espero ter te ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • posso diluir o óleo essencial em álcool de cereais?

    Alexandre
    Responder
    • Olá, Alexandre!
      Pode sim, sem problemas. 🙂

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Para diluir no álcool de cereais, usa-se a mesma concentração que se usa nos OV?

    Ariana
    Responder
    • Olá, Ariana!
      Sim, a forma de realizar o cálculo é a mesma 🙂 A concentração que você vai aplicar depende da finalidade do uso em cada caso.

      Espero ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Pode ser usando óleo de coco natural (não industrializado) como OV? Obrigada pelo post

    Marília
    Responder
    • Oi, Marília!
      Pode sim, recomendamos somente que ele esteja no estado líquido para que seja mais fácil você medir o volume. 🙂

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Posso diluir com água.
    Tenho 10 ML de óleo de hortelã pimenta. Quantas gotas de óleo e quantos Ml de água precisa? Obrigado!!

    Marina
    Responder
    • Olá, Marina!
      Tudo bem com você?

      Óleos essencias não são solúveis em água, portanto não é recomendado que você faça a diluição desta maneira, já que não vai obter uma mistura homogênea. A melhor coisa a se fazer é usar óleos vegetais 🙂

      Espero ter te ajudado!
      Abraços,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
      • Obrigada! Mas posso diluir no shampoo normal para uso diário? Quantas gotas?

        Marina
        Responder
        • No caso, seria 200 ou 250 Ml de shampoo.

          Marina
          Responder
          • Olá, Marina!
            O ideal é não mudar as formulações do fabricante porque isso pode alterar a estabilidade do produto. Caso queira pode colocar somente no shampoo que você for usar no momento, medindo ele com antecedência e usando as orientações de gotas que demos aqui na tabela.

            Um abraço,
            Equipe Trópica

            Trópica Botânica
  • Olá, bom dia! Tudo bem? Gostaria de saber se posso o óleo essencial de Hortelã Pimenta no shampoo neutro sem sal. Qual a quantidade certa de gotas para 200 ml de shampoo? Obrigada:)

    Keyla Silva
    Responder
    • Olá, Keyla!
      O ideal é não mudar as formulações do fabricante porque isso pode alterar a estabilidade do produto. Caso queira pode colocar somente no shampoo que você for usar no momento, medindo ele com antecedência e usando as orientações de gotas que demos aqui na tabela, de acordo com a % que você desejar.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Estou querendo adicionar óleo essencial de melaleuca, gerânio e palmarosa em 20 mL de rosa mosqueta. Qual a quantidade de gotas devo usar de cada um?

    Jade Oliveira
    Responder
    • Oi, Jade!
      É só usar a fórmula do post de acordo com a % que você quer adicionar de cada óleo. Para uso facial o limite recomendado é 1% no total de todos os óleos essenciais.

      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
    • Tambem quero fazer essa mistura!!
      Me informe a quantidade de gotas, por favor.

      tamilles barbosa dos anjos alves
      Responder
      • Gostaria de misturar oleo de palmarosa, geranio e thea three ….. quantas gostas ?

        tamilles barbosa dos anjos alves
        Responder
        • Oi, Tamilles!
          A quantidade de gotas depende do volume que você quer preparar. É só escolher a % de cada óleo e colocar na equação que nós passamos aqui no post para encontrar o número de gotas 🙂
          Um abraço,
          Equipe Trópica

          Equipe Trópica
          Responder
  • Olá, estou começando a produzir velas artesanais e gostaria de saber se o óleo essencial perde as propriedades se eu misturar com a essência oleosa. (a intenção é aumentar o aroma, gastando menos e sem perder as propriedades terapêuticas do óleo essencial)

    Julia
    Responder
    • Olá, Julia!

      Em termos de alegações de propriedades terapêuticas o ideal é sempre usar os OEs puros pois são os que possuem estudos e atividade documentada, bem como o efeito sinérgico das dezenas ou centenas de moléculas distintas que o compõem. Não acredito que a essência vá anular o efeito, mas isto também dependerá da concentração usada.

      Um abraço e sucesso em sua empreitada,
      Equipe Trópica Botânica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Gostaria de saber como faço uma composição de água e óleo já que eles não se misturam, tipo uma água de Lençóis de lavanda por exemplo

    Jéssica
    Responder
    • Oi, Jéssica!
      Para uma formulação em que só há água e óleos essenciais, será necessário um solubilizante e um conservante. Esta é uma formulação mais avançada e recomendamos experiência e conhecimento de formulação para que ela seja segura.

      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Trópica Botânica
      Responder
  • Gostaria de saber qual a quantidade (%) de óleo indicada pra colocar no cabelo com o oleo carreador e quais eu posso usar na sinergia?

    Priscilla
    Responder
    • Olá, Priscilla!
      Você pode fazer uma diluição capilar com 1 a 2% de óleos essenciais. Os OEs escolhidos dependem do efeito desejado, mas alecrim é um óleo essencial consagrado para fortalecimento dos fios 🙂
      Espero ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Bom dia. Qual o melhor jeito de usar o óleo essencial em velas? 100ml de parafina?
    Poderia me ajudar ?jà que os óleos são voláteis. Qual o jeito de deixar ele exalando na vela? Precisaria de uma essencia lipossolúvel. Obrigada desde já.

    Elisangela
    Responder
    • Oi, Elisangela!
      Você vai ter que adicionar os óleos essenciais (eles são substâncias lipossolúveis) diretamente na base derretida da vela. Neste caso você vai ter que usar concentrações mais altas para ter uma intensidade adequada no aroma.
      Espero ter te auxiliado!

      Um abraço e boas formulações,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
      • Olá! Também tenho dificuldade para diluir óleos essenciais na produção de velas. Mesmo adicionando o óleo com a parafina derretida, e fora do fogo, o óleo evapora, pois a parafina solidifica muito rápido, abaixo dos 50º. E o óleo acima dos 40º também evapora. Diluindo o óleo essencial no óleo vegetal é possível evitar isso?

        Carolina
        Responder
        • Oi, Carolina!
          Pode ser uma alternativa mas você terá que adaptar a dureza da vela para levar em conta o óleo vegetal adicionado. Geralmente a evaporação do óleo essencial não deve ser um problema porque a permanência na parafina quente é rápida e as perdas por volatilização são correspondidas pela própria concentração, que precisa ser muito maior do que em outros produtos para que se tenha uma intensidade adequada de aroma (8% é uma boa média).
          Um abraço e boa formulação,
          Equipe Trópica

          Equipe Trópica
          Responder
          • OLá, excelente conteúdo! Só gostaria de saber para 500 gramas de cera quantos ml de óleo? Como faço esse cálculo?

            anamaria
          • Olá, Ana Maria!
            Obrigada por seu comentário 🙂

            Você pode usar a equação para o cálculo de porcentagem, porém usando todas as unidades em gramas, ou seja:
            Quantidade de óleo essencial em gramas = (Porcentagem desejada)x(Quantidade de cera)/100

            Neste caso é necessário usar a massa (g) do óleo essencial e não o volume (mL), para que a porcentagem seja calculada corretamente já que você está usando como referência uma massa de cera.

            Um abraço e boas formulações,
            Equipe Trópica

            Equipe Trópica
  • Para fazer sabonete no Cold e Hot ,vc tambem dilui o oleo essencial em oleo vegetal?

    meire
    Responder
    • Oi, Meire!
      Você pode adicionar diretamente os óleos essenciais na mistura sob reação, sem necessidade de dilui-los previamente.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá!

    Gostaria de saber quanto porcento de óleo essencial é indicado para utilizar em um carregador para massagem para o corpo e se pode ser essa mistura pode ser guardada em frasco pet ou somente frasco de vidro

    Loana
    Responder
    • Oi, Loana!
      Para massagem corporal você pode usar até 3% de óleo como uma porcentagem bacana, porém fique atenta a quais óleos vai aplicar pois alguns deles tem limites de concentração segura mais baixos do que este.
      O ideal é que, sendo plástico ou vidro, o frasco seja âmbar. Você até pode manter a formulação em plástico (idealmente polipropileno ou polietileno de alta densidade, e não PET), porém vidro é o material mais indicado por ser inerte.
      Espero ter ajudado!
      Um abraço e boa formulação,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá!!! Estou querendo fazer uma vela artesanal com óleos essenciais, qual proporção de óleo essencial para 190g de parafina você indicaria? Vi uma receita falando em 200 gotas, mas achei muito.

    Isabela
    Responder
    • Oi, Isabela!
      Você vai ter que fazer testes com diferentes concentrações e ver qual é suficiente para você. Velas precisam de uma % maior de óleos essenciais para que tenham o efeito aromático desejado e uma boa difusão no ambiente. Um bom ponto de partida é 8% do peso da vela.

      Um abraço e boa formulação,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
    • Para fazer uma boa essência para perfume a partir do óleo essencial , diluo quantos por cento do óleo essencial em álcool de cereais ? Além do álcool de cereais precisa acrescentar mais alguma substância? Qual seria e qual percentual dela ?

      Fábio oliveira
      Responder
      • Olá, Fábio!
        Tudo bem?

        Por aqui a gente não compartilha formulações, e recomendamos conhecimento técnico na área para que você dominar da melhor maneira as características físico-químicas dessas substâncias e adquirir autonomia para criar suas próprias fórmulas. Por exemplo, no caso da diluição de óleos essenciais em álcool, existem várias graduações que darão origem a diferentes categorias dentro da perfumaria, então seria um bom caminho começar por esse campo.

        Um abraço,
        Equipe Trópica

        Equipe Trópica
        Responder
  • Boa tarde gostaria de saber qual a proporção de Oleos Essenciais recomendada para fabricação de Sabonetes Artesanais Naturais como saber isso eu devo me basear no volume total da base glicerinada ou no óleo carreador que irei utilizar?! Exemplo Usando 1kg de base glicerinada para fabricação de sabonetes se fosse 1% seria desse volume total, então teria que usar 10 ml o que vale a um frasco inteiro de Óleo Essencial?! essa é minha dúvida

    Marcos Miguel Gonçalves de Meneses
    Responder
    • Olá, Marcos!
      O correto é sempre calcular a quantidade em % de peso, e não volume, da formulação total. Ou seja, em 1kg de sabonete finalizado (o que equivale à base e todos os aditivos), 1% equivalem a 10g de OE, e não 10 mL.

      Espero ter ajudado!
      Um abraço e boas formulações,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Falando da sinergia de óleos. Tem algum que não deve ser misturado?

    Rayanne
    Responder
    • Olá, Rayanne!
      Não existe uma restrição desse tipo, mas formar sinergias pode ser um processo complexo que deve levar em conta diversos fatores, como objetivo, intensidade do aroma de cada óleo individual, combinação entre os óleos, conhecimento de sua atuação, segurança sobre sua aplicação etc.
      Recomendamos bastante estudo e pesquisa para entender melhor óleos essenciais como um todo e como eles atuam para que suas sinergias sejam de fato eficazes e possuam harmonia 🙂
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá! Como saber a porcentagem correta que devo usar? Por exemplo: como saber se uso 1% ou 3% numa combinação para massagem?

    • Oi, Lúcia! Como vai?
      Isto vai depender de alguns fatores. O primeiro seria o óleo essencial utilizado, pois alguns tem um limite de uso tópico menor que outros e são mais sujeitos a causar sensibilização. Também dependerá das características da pessoa recebendo a massagem, como idade e tipo de pele, bem como do objetivo da massagem e que tipo de desequilíbrio ela tem por objetivo auxiliar.
      Para entender melhor este processo complexo de escolha e tomar essas decisões com maior propriedade, dada a grande gama de óleos essenciais disponíveis, recomendamos que busque algum curso com profissionais de aromaterapia qualificadas 🙂
      Espero ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Vc são maravilhosos
    Gostei muito das dicas
    Gratidão ❤️

    • Ficamos muito felizes em ser úteis! Obrigada pelo carinho 🙂

      Equipe Trópica
      Responder
  • Qual a diferença de usar alcool comum e alcool de cereais? Não encontrei essa informação em outros lugares.

    Waliston
    Responder
    • Olá, Waliston!
      A única diferença entre álcool de cereais e álcool comum é a origem. O álcool comum vem da fermentação da cana, enquanto o álcool de cereais é derivado principalmente do milho, e pode ter um aroma mais suave. Sempre que for usar álcool etílico você deve se atentar ao grau INPM ou GL do álcool, que indica sua concentração. Por exemplo, você pode ter álcool de cereais 92 INPM e álcool de cana 92 INPM, que serão igualmente etanol na mesma concentração, com a mesma funcionalidade.
      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço e boa formulação,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • De fato há muitas variações em relação a osmolaridade de cada óleo, eu particularmente visando ainda maior segurança uso uma medida mais fraca, considerando 1 ml como 20 gotas, então na formula fornecida fica 1 x 200x 0,20 para a maioria dos óleos sobretudo os mais fortes que requerem maiores cuidados.

    Uso a medida de 0,25 para os demais que são mais tênues.

    Themistocles de Oliveira
    Responder
    • Olá, Themistocles!
      É uma ótima abordagem também 🙂
      Melhor do que isto só usando uma balança de precisão para aferir as porcentagens em massa, embora não seja uma prática tão comum no meio aromaterapêutico, e esteja mais restrita à fabricação e formulação de cosméticos.
      Obrigado por sua contribuição!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Gostaria de fazer um perfume terapeutico para ansiedade, num rollon de 10 ml. Com uma sinergia de 3 OE, qual porcentagem que devo usar para perfumes? Quantas gotas eu posso colocar em 10ml nesse caso de perfume?

    Sabrina
    Responder
    • Oi, Sabrina!
      Você pode calcular o número de gotas usando a equação fornecida no post 🙂
      Como não sabemos quais óleos está usando, não podemos fazer nenhuma afirmação sobre porcentagem. Alguns óleos podem causar sensibilização e tem o limite de uso dérmico bem baixo. Aconselho buscar material de referência ou um curso em aromaterapia para poder formular com segurança. Uma ótima maneira de aproveitar os efeitos ansiolíticos dos OEs sem aplicação na pele é através de difusores pessoais ou de ambiente.
      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • diluição para utilizar nos cabelos, em 100 ml de oleo de coco quantas gotas de oleo essencial?

    anderson
    Responder
    • Olá, Anderson!
      Obrigado por seu comentário 🙂

      Vai depender da finalidade da aplicação. Recomendamos um limite de 1,5% para uso cosmético diário.
      A quantidade de gotas você consegue calcular usando a equação aqui do post.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • oii eu acabei de ganhar um oleo de lavanda e eu gostaria de saber se eu posso diluir ele em alcool normal?

    carolina
    Responder
    • Olá, Carolina!

      Você pode diluir o óleo de lavanda em álcool, mas é melhor que seja um álcool de concentrações mais altas do que os que são normalmente vendidos no mercado, pois ele vai ter uma concentração menor de água. Afinal, óleos essenciais não são solúveis em água, e se o álcool for muito hidratado a dissolução vai ficar prejudicada. Recomendamos que você use álcool de cereais 🙂

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Oi! Para aplicação em fungos nas unhas, quantas gotas posso usar para diluir o OE melaleuca em 30 ml de óleo de girassol? E essa diluição pode combater os fungos? Obrigado.

    Welington
    Responder
    • Olá, Wellington!

      Recomendamos que você consulte um aromaterapeuta clínico ou dermatologista para este tipo de recomendação. Nós trabalhamos somente com perfumaria e higiene pessoal e não fazemos indicações de tratamento para patologias ou condições médicas de pele.

      Um abraço e desejos de sucesso no tratamento,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Em caso de shampoo? Eu quero fazer o meu próprio qual % devo usar.??

    Jaqueline Camilo
    Responder
    • Olá, Jaqueline! Agradecemos o seu contato 🙂
      A concentração dependerá de qual óleo essencial você deseja utilizar. Nós não oferecemos consultoria nem sugestões de formulação, por isto recomendamos que você busque um curso que atenda suas necessidades.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Extraordinário mesmo toda a informação que vejo aqui exposta .
    Bem hajam pela vossa gentileza.

    José Leal
    Responder
    • Obrigada, José Leal, ficamos felizes em poder ajudar! 🙂

      Equipe Trópica
      Responder
  • Bom dia
    Como devo proceder sobre a diluição dos OE em água , quando estamos utilizando o difusor ultrassônicos? Por exemplo: para um difusor com 500ml de água, qual quantidade ideal de gotas de OE? A cada 1L quantas gotas de OE deve ser administrada? Obrigada

    Ana Paula
    Responder
    • Oi, Ana Paula!
      Para que você possa fazer um uso terapêutico do difusor, a quantidade de gotas pode variar com o óleo, a finalidade e o tempo de uso. Para uma avaliação específica de suas necessidades, recomendamos que você busque uma profissional qualificada em aromaterapia que possa auxiliá-la com o tratamento desejado 🙂
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Boa tarde!!
    Eu queria fazer um desodorante natural pra mim, mas na receita original não tem óleo carreador, apenas o óleo essencial. No total são 9 gotas. Então, se eu quiser fazer um desodorante de 100ml, Eu preciso de usar 60ml so de óleo vegetal + óleo essencial? Além dos outros ingredientes? Acho que ficaria um volume muito grande, não ? Eu entendi errado?!! Ahaha obrigada!!!!

    Luana
    Responder
    • Olá, Luana!
      Agradecemos sua dúvida 🙂
      Como não conhecemos a receita utilizada e não sabemos a proporção de ingredientes, recomendamos que você converse com o desenvolvedor da fórmula para te auxiliar. Caso a formulação seja à base de água, não recomendamos a adição de óleos essenciais ou vegetais pois eles não são solúveis em água. É importante notar que a melhor forma de avaliar as proporções para a produção de um cosmético é utilizar o peso dos ingredientes, e não o volume. A tabela que fornecemos aqui serve para diluições de óleo essencial em óleo vegetal e uso tópico de misturas desse tipo. Como você está fazendo um produto finalizado e não sabemos quais são as outras matérias-primas, seria mais prudente conversar com o(a) responsável pela fórmula fornecida.
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá, boa tarde! parabéns pelo conteúdo. Gostaria de saber se posso produzir um spray para ambientes com alcool de cereais, água destilada e OE. Precisaria de mais algum componente na fórmula ?

    claudia
    Responder
    • Olá, Cláudia!
      Ficamos felizes que tenha gostado do texto! 🙂
      Sim, você pode usar somente esses ingredientes. Os OEs devem ser diluídos no álcool e depois adicionada a água destilada, sob agitação. As porcentagens de água e álcool para evitar que os óleos essenciais separem da mistura dependerá da própria concentração de óleos essenciais. Como o álcool é inflamável, deve ser manipulado e armazenado em local adequado, de preferência na presença de um extintor.
      Um abraço e boas formulações,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Boa noite! O álcool de cereais 70 esteriliza da mesma forma que o álcool de cana 70?

    Fernanda
    Responder
    • Olá, Fernanda!
      Sim, ele possui o mesmo efeito desinfetante, pois também é álcool etílico. O mais importante em todos os casos é ter certeza que a graduação em questão é 70 INPM (aproximdadamente 77°GL). Caso você queira diluir seu próprio álcool, é necessário ter em mãos e saber usar a tabela de força real de líquidos espirituosos, bem como possuir um termômetro e um alcoômetro para conhecer a temperatura e o °GL do álcool de origem e do álcool diluído. Este controle é fundamental para ter certeza que seu álcool será eficaz 🙂

      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Bom dia! É seguro utilizar oleo essencial em formulacoes de pasta de dente e desodorantes caseiros? Recebi formulas com 0,3% ( 4 gotas p 250 gr de produto final) p.a pasta de dente. Grata!

    Marcia Sier
    Responder
    • Oi, Marcia!
      Tudo bem?

      Sim, óleos essenciais são seguros para formulações de pasta de dente e desodorantes, mas recomendamos que essa formulação seja feita por profissionais qualificados e treinados, que conheçam as substâncias e suas características físico-químicas e toxicológicas. Por exemplo, óleos essenciais de canela ou cravo são muito agressivos e poderiam ocasionar problemas sérios nessas concentrações.
      Se quer fazer produtos para uso próprio, recomendamos buscar cursos idôneos por profissionais que possuem formação na área (Química ou Farmácia) e experiência em manipulação cosmética.

      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Qual a proporção adequada para diluição do óleo essencial no álcool de cereais no caso de aromatizador de ambientes?

    Responder
    • Oi, Calebe!
      Tudo bem com você?

      Por aqui a gente não compartilha fórmulas, mas se quer aprender a formular para uso próprio recomendamos que você busque um curso em perfumaria ou manipulação cosmética com profissionais formados e que possuem experiência na área.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Boa noite! Se em uma receita de 1 quilo de base já contem 20 gotas de OE sendo que quero fazer uma sinergia de mais um, até quantas gotas a mais eu poderia adicionar de mais um OE? Até quantos tipos de óleos posso adicionar em uma recita de um quilo?

    MARIA EMILIA ALVIM
    Responder
    • Olá, Maria!
      Tudo bem?

      Por aqui a gente não compartilha formulações, e recomendamos conhecimento técnico na área para que você possa dominar da melhor maneira as características físico-químicas dessas substâncias e adquirir autonomia para criar fórmulas de uso próprio. No Brasil, existem cursos livres com profissionais formados (Química ou Farmácia) que podem te capacitar para isto, e você pode optar por algum que satisfaça sua busca por conhecimento 😉

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá pessoal,
    obrigada pelo post.

    gostaria de perguntar se vocês recomendam a adição de óleo essencial no sabão líquido caseiro para lavar roupas. os ingredientes do sabão são: água, sabão de coco (considerando aqui os sabões de coco, feitos com óleo de coco de fato), álcool e bicarbonato de sódio.

    um abraço!

    Ingrid
    Responder
    • Olá, Ingrid!
      Tudo bem? Que bom que você gostou do post!

      Por aqui a gente não compartilha formulações, mas recomendamos conhecimento técnico na área para que você possa dominar da melhor maneira as características físico-químicas dessas substâncias e adquirir autonomia para criar fórmulas para uso próprio. Já temos aqui no Brasil um portfólio interessante de cursos com profissionais formados e experiência em manipulação cosmética que certamente atenderiam suas necessidades.
      Também lembramos que não é recomendado realizar diluições caseiras de produtos fabricados que não possuem essa recomendação, como um sabão de coco, pois isto cria um novo sistema/produto que pode estar suscetível a interações e contaminações sem que você perceba.

      Esperamos ter ajudado!
      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Olá, muito obrigada pelas informações! Por gentileza, qual a porcentagem ideal de O.E. em sprays de ambiente?

    Cristina
    Responder
    • Oi, Cristina!
      Tudo bem com você?

      Por aqui a gente não compartilha fórmulas, mas se quer aprender a formular para uso próprio recomendamos que você busque um curso em perfumaria ou manipulação cosmética com profissionais formados e que possuem experiência na área.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • Amei o artigo, obrigada.

    Responder
    • Ficamos felizes que você tenha gostado, querida! 🙂

      Equipe Trópica
      Responder
  • Boa tarde, qual a recomendação para diluição de óleo essencial de patchouli em um óleo carreador para uso como essência em perfumaria?

    Carlos Milton
    Responder
    • Olá, Carlos!
      Tudo bem com você?

      A gente não compartilha fórmulas por aqui, mas temos certeza que você pode encontrar formação completa e bem aprofundada neste assunto em cursos de perfumaria com profissionais da área e experiência em manipulação cosmética.

      Um abraço,
      Equipe Trópica

      Equipe Trópica
      Responder
  • ola, amei o conteudo, eu quero fazer uma misturinha para mim usar em tratamento de reconstrucao de sobrancelhas aliado com argila e microagulhamento, se eu colocar 25 gotas de oleo de ricino + 25 gotas de oleo de argan, quanto eu posso colocar de oleo essencial?

    vitoria santos
    Responder
    • Olá, Vitoria! Tudo bem? Nesse caso o ideal é conversar com a profissional que fará o microagulhamento, uma vez que com a pele lesionada pelo procedimento o ideal é não aplicar óleos essenciais na região.

      Equipe Trópica
      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comece a digitar e pressione enter para pesquisar

Carrinho

Nenhum produto no carrinho.