BLOG

tipos de argila

Quais tipos de argila indicados para cada rosto?

Por: Equipe Trópica em 16/01/2020

Descobrir o mundo das argilas pode ser fascinante: são muitos os tipos, cores e os benefícios que elas oferecem. Mas quais tipos de argila ideais para cada rosto?

Para começar é importante lembrar algumas coisas: primeiro, a necessidade de escolher argilas de excelente qualidade e procedência! A argila vem da terra, habitat natural de milhares de seres vivos microscópicos que podem ainda estar presentes em argilas de má procedência. Esses seres vivos como fungos e bactérias podem contaminar seu organismo, ao invés de facilitar a ação terapêutica da argila na pele. Portanto antes de mais nada tenha a mais absoluta certeza da qualidade da sua argila!

Segundo ponto: a máscara de argila não deve secar completamente na pele a ponto de repuxá-la. A máscara de argila age na presença da água – quando ela evapora, a argila passa então a retirar a umidade da pele. O ideal é que ela fique sobre a pele tempo suficiente até que comece a secar, ou que você prolongue sua hidratação borrifando algum líquido. Pode ser infusão de ervas, hidrolato ou a água mesmo! Portanto cuidado ao aplicar uma máscara e ir realizar outras tarefas 🙂

E, por fim, terceiro ponto: se a pele do seu rosto é mista você pode escolher tipos de argila diferentes para cada parte do seu rosto! Isso vale igualmente para o uso de argila no corpo. Áreas mais oleosas podem pedir um tipo de argila, mais sensíveis outro, com manchas ainda outro. Saber qual tipo de argila usar em cada área é simples e vamos te ajudar.

Tipos de argila para todas as peles:
coringas da skincare natural

argila dourada e argila branca clareia mancha

Muitas vezes encontramos indicações  padronizadas para argilas, como “argila dourada ilumina a pele”, ou “argila branca clareia a pele”. Apesar de ambas informações estarem corretas, seus benefícios vão além e podem auxiliar todos os tipos de pele. Em peles oleosas as argilas branca e dourada auxiliam a reduzir os poros, regular a oleosidade e uniformizar a textura, principalmente da zona T (queixo, nariz e testa).

Peles sensíveis ou com tendência a dermatite [1] podem se beneficiar imensamente de ambos tipos de argila, principalmente das propriedades da argila branca, que é extremamente suave e gentil.

Seu uso por peles secas e maduras é igualmente indicado, tanto pelas suas propriedades antioxidantes quanto pela suavidade, que evitam o ressecamento que pode ser causado por argilas mais adsorventes, como a argila verde, por exemplo.

Ambas auxiliam na uniformização da textura e tom da pele e podem ajudar na redução de manchas. O uso indicado é semanal e deve ser acompanhado de outros cuidados de hidratação e nutrição da pele.

Argilas para peles oleosas:
poder de regulação e limpeza pela adsorção

argila preta e argila verde

Talvez o mais conhecido de todos seja o uso da argila verde no rosto, especialmente em peles oleosas. Isso porque ela e argila preta agem equilibrando a produção sebácea e limpando impurezas com sua ação adsorvente.

Aqui, um cuidado: aplicações frequentes ou longas desses tipos de argila podem irritar peles mais sensíveis. Isso pode estimular tanto a produção sebácea quanto o surgimento de mais espinhas uma vez que a argila “puxa” impurezas para a superfície da pele. Nesse caso o segredo para não ter efeito rebote da argila é o equilíbrio: a aplicação não deve durar mais de 25 minutos [2] e deve ser realizada no máximo quinzenalmente.

Se a busca é por tratar cravos ou espinhas, a dica é aplicar a argila dissolvida em água quente ou morna: a temperatura mais alta aumenta a perspiração, abrindo os poros e potencializando a ação da argila [3]. Há ainda a possibilidade de fazer uma leve esfoliação antes de aplicar a máscara de argila, desobstruindo previamente alguns poros e facilitando sua ação.

Ainda, se sua pele for sensível, o segredo é usar como spot treatment: pequenas quantidades de argila em pequenas regiões mais necessitadas, como apenas no nariz, queixo ou sobre pequenas espinhas. Semanalmente há a possibilidade de intercalar com a aplicação de argila branca, máscara caseira de aveia ou emplastro de inhame. Após a aplicação e enxágue o ideal é hidratar a pele com produtos naturais com ativos reguladores da oleosidade, como os que levam tea tree, copaíba ou jojoba em sua composição.

Argilas para peles secas e maduras:
antioxidantes e estímulo à produção de colágeno

argila vermelha e argila roxa

Peles secas e maduras tendem a ser mais suscetíveis à sensibilização, e por isso é necessário escolher a argila certa para seu tipo de pele. Ela deve trazer benefícios para a saúde do rosto, sem que resseque, repuxe ou irrite a pele – por isso é sempre necessário atentar para as dicas de uso que demos no começo desse artigo.

Menos popular no tratamento com argila, os benefícios das argilas vermelha, rosa (que é uma mistura da argila vermelha e branca) e roxa são ideais para o uso em peles secas e maduras pela sua composição, rica em magnésio e óxidos de ferro e cobre. São eles que dão seus tons que vão do vermelho escuro ao roxo e agem tanto como antioxidantes quanto no estímulo à síntese de colágeno nesses tipos de argila.

Seu uso deve ser quinzenal e sempre intercalado com a argila branca ou a máscara de aveia. Após o enxágue é essencial o cuidado da pele com aplicação de potentes hidratantes naturais, a base de óleos e manteigas emolientes como o açaí, girassol, cupuaçu ou cacau e óleos essenciais como lavanda e gerânio.

.

Dá pra usar argila no cabelo?

Argilas são versáteis e podem tranquilamente ser usadas nos fios, especialmente no couro cabeludo! As regras de indicação são as mesmas explicadas acima para a pele, considerando as mesmas características nos fios ou o couro cabeludo. Sempre lembrando que não se deve aplicar argila no cabelo mais de uma vez por semana, nem na pele ferida.

Enquanto a aplicação de argila no rosto é mais simples, seja no couro cabeludo ou nos fios o cuidado precisa ser em torno da fricção: não se deve massagear ou esfregar os fios durante a aplicação da argila. Isso porque ela pode danificar as cutículas, levando ao ressecamento ou surgimento de frizz.

O ideal, portanto, é aplicar a argila em movimentos suaves de cima para baixo e não deixar que ela resseque nos fios, se atentando a seu tempo de aplicação ou hidratando com um borrifador de água. O enxágue da argila no cabelo deve ser realizado cuidadosamente, sem friccionar os fios, até que toda ou quase toda a argila seja retirada. Depois é só lavar normalmente com shampoo de sua preferência, hidratar bem a região onde foi aplicada, e condicionar os fios ao final.

Cuidados necessários no uso da argila

Argilas ainda podem ser encontradas em cremes ou sabonetes naturais, onde agem de formas um pouco distintas e nesse caso é necessário portanto seguir a orientação do fabricante.
Para preparar a argila se deve usar recipiente de vidro ou cerâmica, e evitar potes metálicos. É importante sempre lembrar que argilas não devem ser aplicadas na pele ferida e jamais ser armazenadas depois de hidratadas, ou seja, misturadas em água. Seu uso é imediato para que não haja risco de contaminação e para isso o ideal é que seja preparada somente a quantidade necessária para a aplicação, sem desperdícios.

Sabendo de tudo isso, agora é só escolher o tipo de argila ideal para você e começar a usar 🙂

Referências:

[1] MOOSAVI, Maryam. Bentonite clay as a natural remedy: a brief review. Iran J Public Health. 2017 Sep; 46(9): 1176–1183.

[2] VISCERAS C. et al. Uses of clay minerals in semisolid health care and therapeutic products. Applied clay sciences. Volume 6. Issues 1-3. April 2007, Pages 37-50.

[3] VELASCO, Maria Valéria Robles; PINTO, Claudinéia Aparecida Sales de Oliveira; ALMEIDA, Mariana M; et al. Characterization and Short-Term clinical study of clay facial mask. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, Araraquara, v. 37, n. 1, p. 1-6, 2016.


Imagem de capa: Franciele Correa, da Alma del Cassini

16 comentários em “Quais tipos de argila indicados para cada rosto?

  1. Achei interessante gostaria de aprender e saber mais sobre argila tenho interesse de fazer um trabalho sobre esses produtos

    1. Olá, Robert!
      Que bom 🙂 Caso tenha outras dúvidas sobre tema que possamos ajudar, pode falar conosco!

      Um abraço,
      Equipe Trópica

  2. Adorei o artigo, o melhor e mais esclarecedor desde que comecei a pesquisar sobre o uso de argilas. No entanto faltou informação sobre a argila cinza.

    1. Olá, Patrícia, muito obrigada pela observação! A argila cinza é uma mistura da argila preta com a branca, se caracterizando como uma argila de limpeza mais suave para a pele 🙂

  3. Parabéns pelo artigo! Maravilhoso o conteúdo de vocês!

    1. Obrigada pelo carinho, querida, ficamos felizes em saber que foi útil!

  4. Gostei bastante das informações, porém tenho uma dúvida. Minha pele é mista, posso intercalar o uso de argila branca e verde durante a semana? (Usando as duas durante a semana com intervalo de alguns dias)

    1. Olá, Gloria!

      Nesse caso nós indicaríamos que o uso das argilas fosse realizado uma vez por semana, aí então o uso intercalado entre a branca e a verde seria perfeito 🙂

    2. Além do rosto onde podemos colocar a argila..na tireóide, pode? Qual é a mais indicada

      1. Olá, Doris!
        Você pode aplicar a argila na área externa do pescoço com fins cosméticos sem problemas. Caso esteja buscando uma forma de tratamento para alguma condição de tireóide, recomendamos que qualquer passo seja acompanhado por um profissional da área médica de sua confiança.
        Um abraço,
        Equipe Trópica

  5. Já usava argila verde para o rosto, mas não sabia que a preta também era boa para pele oleosa. obrigada pela dica!

    1. É uma alegria poder ajudar, Victória! 😀

  6. Adorei o conteúdo! Muito importante as informações! Tenho uma dúvida, usando o sabonete de algum tipo de argila, digamos a branca, por exemplo, eu poderia usar ele diariamente ou teria que ser com a mesma frequência que eu usaria se fosse uma máscara?

    1. Oi Patrícia! Essa é uma questão interessante de se confirmar com o fabricante antes, mas geralmente a concentração de argila em sabonetes é relativamente baixa e o tempo que ela permanece sobre a pele durante a lavagem também é curto, podendo então ser usada diariamente, sim 🙂

  7. Oie! Tudo bem?

    Deixa te perguntar: alguém por volta dos 20 anos (24, pra ser mais exata) já pode começar a frequentemente (toda semana, no caso) usar argila? Minha pele é mista, parece que a que dá mais certo é a verde, mas não sei se argilas (no geral) são mais para pessoas acima dos 20 e poucos

    1. Oi, Sara!
      A argila é um item super versátil e não tem contra indicações de idade – você pode usá-la semanalmente, sim! As propriedades são indicativas das ações, mas também não restringem o uso a nenhuma faixa etária 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *