BLOG

Guia de Diluição de Óleos Essenciais - Trópica Botânica

Guia de diluição de óleos essenciais

Por: Trópica Botânica em 04/05/2018

Óleos essenciais são substâncias que carregam de forma concentrada as moléculas aromáticas produzidas pelas plantas para diversos fins, e é isso que lhes confere uma enorme capacidade terapêutica. No entanto, sua origem natural não significa que não possam causar danos. A melhor forma de aproveitar seus benefícios é com um uso responsável, seguro e consciente.

No caso da pele, a orientação mais básica para o uso seguro de óleos essenciais é:

Não aplique óleos essenciais puros.
Sempre faça a diluição em um óleo vegetal carreador!

Óleos essenciais são muito concentrados e a utilização pura na pele pode aumentar o risco de causar reações de irritação, sensibilidade, alergia ou dermatite. Alguns óleos apresentam um risco maior de reações cutâneas, como a canela e o orégano. Porém, mesmo óleos largamente dados como seguros para aplicação pura, como lavanda ou melaleuca (tea tree), podem causar problemas. Por isso organizamos um guia bem simples pra você fazer a diluição de óleos essenciais de maneira segura.

Uma importante observação: a melhor forma de fazer a diluição de óleos essenciais é utilizar o peso, e não gotas ou volume. Especialmente na produção comercial em maior escala. Para isto é necessária uma balança de precisão com uma ou duas casas decimais. Isto porque o volume de cada gota vai depender da densidade do óleo e do gotejador utilizado, então pode haver grandes variações entre quantas gotas vão representar 1 mL para cada óleo, geralmente de 20 a 40. No entanto, em preparações aromaterapêuticas únicas, podemos fazer uma avaliação aproximada de volume e diluir de maneira segura. 

A unidade básica de diluição é a porcentagem: % = (volume do OE/volume do OV)*100
OE = óleo essencial; OV = óleo vegetal

Se considerarmos uma média segura de 1mL = 25 gotas de OE, teremos que:
volume do OE (mL) = número de gotas / 25

Então, se queremos uma diluição de 1% em 50mL de OV, os cálculos serão:
1% = (volume OE/50)*100 -> volume OE = 0,5 mL
número de gotas = 0,5 * 25 = 12,5 gotas (nesse caso, podemos arredondar para 13 gotas)

Para facilitar os cálculos, fizemos um infográfico simples considerando a base de 30 mL de óleo vegetal. Você pode aferir o volume com instrumentos medidores de cozinha ou, ainda melhor, provetas encontradas em casas de essências e artigos para laboratório.

Você pode criar sinergias de óleos essenciais e blends de óleos vegetais, pensando em incorporar suas características de cuidado para a pele. Óleos vegetais nativos apresentam uma grande variedade de propriedades, e você pode conhecer mais sobre os óleos amazônicos da Trópica aqui.

Segurança e responsabilidade são os primeiros passos para usufruir de todos os benefícios que os óleos essenciais oferecem, então sempre dilua! 🙂 Em caso de tratamento específico, busque um(a) profissional com capacitação adequada em aromaterapia e auxílio médico se for o caso!

__________________________________________________________________________________

Imagens: Acervo Trópica Botânica; Kelly Sikkema (capa)

24 comentários em “Guia de diluição de óleos essenciais

  1. Vocês são maravilhosos. Obrigada por compartilharem tanto conhecimento com a gente. Sou fã assumida!

    1. Eu é que agradeço seu carinho e confiança em nosso trabalho durante todo esse tempo, Marina <3

  2. Como saber porcentagem indicada? Ou qual porcentagem usar, para cada caso?

    1. Olá, Keila! Muito obrigada pelo comentário, vamos atualizar em breve o post com essas informações sobre os óleos mais utilizados no dia-a-dia.

  3. Quanto tempo dura estas preparações?

    1. Oi, Viviane! Em caso de preparações somente a base de óleos e manteigas, sem adição de água, a validade será a mesma dos óleos vegetais e essenciais utilizados, que gira em torno de 1 a 2 anos. É só verificar a informação fornecida pela empresa que envasou esses óleos 🙂

  4. Vocês estão de parabéns , as explicações e dicas são os excelentes! Qual seria a quantidade dos OS cravo, eucalipto e copaíba para fazer um perfume com 30ml de álcool de cereal e 100 ml de água?
    Obrigada!

    1. Oi, Alécia!
      Que bom que gostou do conteúdo, isto nos deixa muito contentes!
      Você pode usar a equação dada no post para diluir os óleos essenciais na concentração desejada, porém precisa conhecer quais são as concentrações e bases aplicadas em perfumes, bem como tomar muito cuidado com a concentração do OE de cravo, por ser extremamente forte para a pele. Nós não fornecemos indicações de fórmulas ou receitas prontas para o desenvolvimento de produtos, porém tenho certeza que você pode encontrar cursos que te capacitam para isto 🙂

  5. Agradeço muitíssimo essa matéria! Comecei recentemente a fazer uso dos OE em minha vida e tem sido maravilhoso o beneficio.

    1. Oi, Ana Luisa!
      FIcamos muito contentes que tenha gostado do conteúdo! Óleos essenciais são realmente fenomenais, mas é necessário termos conhecimento e consciência para usá-los da melhor forma possível.

  6. Conheci hoje 06.ago.19 este site. Em qual óleo vegetal é diluído o óleo essencial? Amêndoas? Girassol?. Agradeço a atenção

    1. Olá, Maria Amália!
      Você pode diluir os óleos essenciais no óleo vegetal de sua preferência, desde os mais emolientes (amêndoas, oliva, girassol, gergelim) até os mais leves (semente de uva, linhaça, chia, rosa mosqueta). Temos aqui no blog um texto sobre óleos vegetais que também pode te ajudar, é só acessar: https://tropicabotanica.com.br/o-que-sao-oleos-vegetais/

  7. Adorei a matéria! Qual o oleo vegetal mais fino que vcs indicam como carregador?? Estou fazendo testes para preparação de perfume para pet mas não queria que ficasse pesado no pelo. Fiz com água desmineralizada mas o cheiro fica bem fraquinho. E não quero usar o alcool de cereais pois pode causar alergia neles.

    1. Olá, Kassia!
      Óleos essenciais não são solúveis em água, por isso não recomendamos este carreador. No geral, também não recomendamos a utilização de óleos essenciais sobre a pele de animais domésticos sem conhecimento adequado sobre sua atuação e sem fins verdadeiramente terapêuticos. Cães e principalmente gatos são muito mais sensíveis aos óleos essenciais do que nós, e o uso sem conhecimento pode trazer consequências e prejuízos de pele e sistêmicos.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

  8. Que aprendizado maravilhoso, muito obrigado por partilhar tanto conhecimento. Linguagem extremamente simples e compreensivel. Parabéns!!!!

    1. Muito obrigada, Brenda! 🙂

  9. Por gentileza, qual a proporção de diluição posso usar de óleo de melaleuca em óleo de amêndoas para aplicar na pele do meu filho de 2 anos e 6 meses, que está com escabiose?

    1. Olá, Cristiano!
      Recomendamos que você procure um médico qualificado em aromaterapia, ou aromaterapeuta clínico, para realizar este tratamento. A pele de crianças é muito mais sensível e requer cuidado redobrado na aplicação de óleos essenciais, principalmente quando falamos em tratar condições patogênicas, por isso a sugestão é que o tratamento seja feito por um profissional qualificado.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

  10. Não entendi o infográfico,todas as porcentagens constam que foram pra 30ml…Qual deve-se usae?

    1. Olá, Driele, tudo bem? Não entendi bem sua dúvida, você quer saber qual óleo usar ou informações sobre diluições em outras quantidades? 🙂

  11. Gostaria de saber qual a quantidade real por gotas em 1ml, cada artigo que leio diz uma quantidade diferente. Achei 28 artigos que falam que 1ml contem 20 gotas, mas vcs dizem que tem 25gotas em 1ml????? Não estou entendendo mais nada.

    1. Olá, Tania!
      Estudos experimentais encontraram quantidades de gotas que variam de 20 a 40 para 1 mL de óleo essencial. Esta quantidade dependerá do gotejador utilizado e do óleo essencial, já que possuem densidades e viscosidades diferentes. Por exemplo, 20 gotas de óleo de vetiver não terão o mesmo volume que 20 gotas de óleo de gerânio.
      Portanto, 25 gotas por mL é uma média segura que indicamos com base nas variações observadas experimentalmente.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

  12. como diluir na água?

    obrigado

    1. Olá, Geruzo! 🙂
      Óleos essenciais não são solúveis em água, por conta da natureza de suas moléculas. Por isto não recomendamos diluições feitas somente com água e óleos essenciais, porque eles não estarão uniformemente dispersos. Para solubilizar água em óleos essenciais, é necessário usar uma substância solubilizante. A melhor alternativa realmente são os óleos vegetais.
      Um abraço,
      Equipe Trópica Botânica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *